Questão de pele... (minhas tatoos)

27 maio, 2010

Hoje eu acordei com uma vontade de dar....


Hoje acordei com uma vontade doida de dar o meu apoio.
Como o de costume, sempre acabo apoiando aquilo que foge do convencional.
Juro que não é por uma mera rebeldia, mas pela visão que acabei adquirindo ao longo desses 27 anos de vida. Que cá pra nós, pra alguns, foram bem mal vividos, e para outros um tanto emocionante!
Mas o fato é que diante de uma mídia reacionária,que julga sem antes pensar, que estabelece opiniões, observando apenas o bem estar da minoria, decidi publicar minha irrestrita e total admiração e apoio pelo Movimento dos Sem Terras.
Muitos que me conhecem, que fazem parte dos meus sites de relacionamentos, se surpreendem com algumas posturas q afirmo ter.
Sinceramente, não entendo....
E pra ser bem sincera, é melhor pular essa parte e não entrar em muitos detalhes!!! Rs
Minha aproximação com o MST ocorreu quando em 2005, qdo conheci a Escola Florestal Florestan Fernandes, localizada em Guararema, cidade vizinha, aqui de Mogi das Cruzes.
Quando comecei a pesquisar a fundo as ideologias que norteavam todo o trabalho do Movimento, saí da mera simpatia, para um estagio de admiração e esperança.
Nessa aproximação pude constatar que o MST é o que há de novo e revolucionário na sociedade brasileira, em termos de sua postura ética e dos valores disseminados. Há um código de postura no MST que se baseia na solidariedade, na justiça e na democracia interna, respeitando as diferenças, mas mantendo a unidade da ação política e social. Além da visão emancipadora para os oprimidos da Terra, que por sua solidez gera tantos preconceitos e estereótipos.
Por muito tempo, questionei a forma marginalizada com que muitos viam aqueles trabalhadores e suas lutas.
Mas com o passar do tempo comecei a compreender que muitos perseguem ao MST, por mera falta de conhecimento, e por uma superficial formação midiatica.
O Movimento, é o avesso às injustiças que nossos “cidadão engravatados” estão tão acostumados. O MST denuncia a exploração a desigualdade soccial que gera improdutividade. Alem de organizar o povo (e isso não tem nada a ver com ir a luta) ele eleva o nível político cultural das massas trabalhadoras. Por anos, tem espertado no povo brasileiro a gana de lutar por justiça, por igualdade, por emancipação.
Olhe para o rosto de um trabalhador do movimento, e observe um cidadão que vive na rua...
Veja a esperança estampada no olhar de uma criança q luta por seus direitos, e aquela q vende bala no farol...
São tantas as diferenças!!!
É por isso, que a atuação do MST desperta a ira da classe dominante brasileira. Essa classe dominante que não pode ser chamada de elite para embelezar sua trajetória histórica suja e vergonhosa.
Classe dominante escravocrata, preconceituosa. Que mantém o consumismo à custa do sofrimento, da fome, da miséria e do abandono em que vivem milhões de brasileiros.
Classe dominante que se associou submissa aos magnatas do capital internacional para entregar a pátria, nosso patrimônio comum.
Hoje acordei com vontade de apoiar...
Quem dera com poucas palavras convencer e calar aqueles que não compreendem o que é tão obvio de se ver...Mas se não puder calar, que ao menos meu apoio faça refletir!!!

3 comentários:

disse...

Ahhhh, minha amiga.
Infelizmente hj nem posso comentar seu post.
Sabe minha posição né?
Mas nossa amizade está acima de posiçoes partidárias e a quem apoiamos.... rs
Beijocas!!!!!!!!

Vc faz parte do MST e eu do MSP*


* Movimento dos Sem Palco!!!!!

Marcelo disse...

Brilhante texto, Dá !

Se todos no mundo tivessem sensibilidade social como vc, que maravilha viver !!!

A esperança cresce em que cada vez mais brasileiros estejam nas trincheiras da justiça social ! Derrotando esta pseudo-intelectualidade medíocre que infesta nossa elite e alguns setores retrógrados da classe média.

marcão disse...

belo post da ainda não canheço a fundo o movimento mas a forma como fez a defeza ja despertou meu interesse precisamos de pessoas como vc envolvidas na politica para brigarmos juntos contra ésse discrepancia esses desmandos que envolve toda a sociedade. PAREBÉNS