Questão de pele... (minhas tatoos)

14 abril, 2011

Aos bêbados...minha dedicação de hj! rs


Bebados nem sempre são chatos!
Isso mesmo...eles tb podem ser divertidos, oras!
Tdo bem, existem varios tipos de bebados.
Existem os chatos, os engraçados, os violentos, os carentes, os atrevidos....rs
Euzinha, ja tive o prazer (ou desprazer) de desfrutar da agradavel companhia de alguns deles!
Bem, nem todos são tao agradaveis assim....
Ja vi, e na minha opiniao são os piores, aqueles que alem de chatos e bebados, se tornam fanhos depois que bebem... daí ja viu!!!
Num dá nem pra se dar ao luxo de encurtar a conversa. Afinal vc nao entende patavinas do q o figurão esta hablando!
Na verdade, eu curto os bebados carentes....
Ahhhhhh esses me fazem garantir a noite de diversao....
Contam suas amarguras com uma intensidade, que se estivessem sóbrios, jamais contariam....
O individuo, nunca te viu na vida, mas esta tão disposto em abrir o coração para um arbusto se necessario for, que conta vida, paixao e morte com detalhes impares! Eles riem, choram e voltam a rir denovo!
Contam qtos integrantes vivem em sua casa, a dor por sua esposa te-lo deixado, os motivos que a motivou a agir assim....e ainda te pede p bancar mais uma cachacinha! Sem duvida são os melhores!
Ohhhhhhh gente agradavel!!!kkkk
Eu como adoro ouvir um "causo" bem contado... dou toda atençao do mundo....
Só tenho uma condição...bebados que ficam botando a mão, nao tem vez!rs
Sabe-se os deuses o que mais, alem do copo, aquelas maozinhas andaram segurando? Melhor nem pensar....
Os bebados atrevidos, desde que cientes do que estao dizendo, tb são la bem interessantes.
Suas ideias rodam, e fazem tdo que esta em volta deles girarem tb.
Dançam forró, e em segundos cantam com todo charme do mundo, um repertorio internacional, quase que como o proprio artista!
Eu defendo os bebados!
Sejam eles de que classe for!
Dia desses, avistei um bebado trançando as pernas ao subir um morro daqueles.
Comentei com meu motorista: Esse cara e bom!!! Sem minha muleta jamais seria capaz de tal feito!kkk
Comparo os bebados, como os palhaços. Nao no sentido pejorativo. Mas na ideia de que eles sao naquele momento, o que verdadeiramente gostariam de sentir, externalizar.
Pra mim, nao ha figura mais triste que a do palhaço, que se esconde atras da fuga do riso proprio e do riso alheio.
Posso estar errada, mas essa é minha impressão.
Em suma, dedico o post de hoje aos meus companheiros ébrios, que curtem um alto indice etilico no sangue, que nos divertem e nos chateiam, que nos fazem desfrutar de varios sentimentos. Ora de ira,ora de compaixão. Ora de repulsa ora de tesão...
Enfim, aos botequeiros cambaleantes pelo mundo a fora...meu respeito e admiração!

PS: Nao ousem rir de mim... mas preciso compartilhar minha agradavel visita a um boteco genuino! Que mto me divertiu!)
Obrigada companheiro...



4 comentários:

Marcelo disse...

Depois de ler tudo isso,
preciso de uma dose !

Pois já estou com muita hemoglobina na minha corrente alcoolica !!!

Elaine C Chieppe disse...

Adooooooro. Um brinde - tim, tim à todos.

disse...

Má, se sem beber nos graduamos em saciologia, nos integramos aos batalhadores do jenipapo, aprendemos sem nenhum proposito o canto alegretense com o Guri de uruguaiana.... dentre tantas outras coisas....imagina só bebendo??? Aff! Que medo!kkkkkkkk

vino disse...

Interessante ver tal texto...pois as vezes isso nos passa despercebido...mas lendo um texto bem escrito e com tal percepção da vida dos que como eu adoram uma boa dose de alguma coisa com alcool,perçebo o quanto é satisfatório ter pessoas que pensam com bem a respeito dos bebados...e quantas e quantas histórias ja ouvir e ja vivi ao longo dessa minha vida... poderia escrever um livro...

(ps:falo assim,pois sou o proprietário do "boteco genuino"ao qual se refere a escritora...e fico felicíssimo que tenha se divertido...)